sexta-feira, 27 de abril de 2012

DECIDI TRIUNFAR



E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar...
Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.
Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução.
Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.
Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.
Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz.
Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar.
Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tivesse sido.
Deixei de me importar com quem ganha ou perde.
Agora me importa simplesmente saber melhor o que fazer.
Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.

Aprendi que o melhor triunfo é poder chamar alguém de"amigo".
Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, "o amor é uma filosofia de vida".
Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser uma tênue luz no presente.
Aprendi que de nada serve ser luz se não iluminar o caminho dos demais.
Naquele dia, decidi trocar tantas coisas...
Naquele dia, aprendi que os sonhos existem para tornar-se realidade.

E desde aquele dia já não durmo para descansar...




Simplesmente durmo para sonhar.

Walt Disney

quarta-feira, 25 de abril de 2012

OS ESTATUTOS DOS HOMENS


Os Estatutos do Homem
(Ato Instituicional Permanente)


Artigo I

FICA decretada que agora

vale a verdade.
agora vale a vida,
e de mãos dadas,
marcharemos todos pela vida verdadeira.

Artigo II
Fica decretado que todos os dias da semana,
inclusive as terças-feiras mais cinzentas,
têm direito a converter-se em manhãs de domingo.

Artigo III
Fica decretado que, a partir deste instante,
haverá girassóis em todas as janelas,
que os girassóis terão direito
a abrir-se dentro da sombra;
e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro,
abertas para o verde onde cresce a esperança.

Artigo IV
Fica decretado que o homem
não precisará nunca mais
duvidar do homem.
Que o homem confiará no homem
como a palmeira confia no vento,
como o vento confia no ar,
como o ar confia no campo azul do céu.

Parágrafo único:
O homem, confiará no homem
como um menino confia em outro menino.

Artigo V
Fica decretado que os homens
estão livres do jugo da mentira.
Nunca mais será preciso usar
a couraça do silêncio
nem a armadura de palavras.
O homem se sentará à mesa
com seu olhar limpo
porque a verdade passará a ser servida
antes da sobremesa.

Artigo VI
Fica estabelecida, durante dez séculos,
a prática sonhada pelo profeta Isaías,
e o lobo e o cordeiro pastarão juntos
e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.

Artigo VII
Por decreto irrevogável fica estabelecido
o reinado permanente da justiça e da claridade,
e a alegria será uma bandeira generosa
para sempre desfraldada na alma do povo.

Artigo VIII
Fica decretado que a maior dor
sempre foi e será sempre
não poder dar-se amor a quem se ama
e saber que é a água
que dá à planta o milagre da flor.

Artigo IX
Fica permitido que o pão de cada dia
tenha no homem o sinal de seu suor.
Mas que sobretudo tenha
sempre o quente sabor da ternura.

Artigo X
Fica permitido a qualquer pessoa,
qualquer hora da vida,
uso do traje branco.

Artigo XI
decretado, por definição,
Fica que o homem é um animal que ama
e que por isso é belo,
muito mais belo que a estrela da manhã.


Artigo XII
Decreta-se que nada será obrigado
nem proibido,
tudo será permitido,
inclusive brincar com os rinocerontes
e caminhar pelas tardes
com uma imensa begônia na lapela.

Parágrafo único:
Só uma coisa fica proibida:
amar sem amor.


Artigo XIII
Fica decretado que o dinheiro
não poderá nunca mais comprar
o sol das manhãs vindouras.
Expulso do grande baú do medo,
o dinheiro se transformará em uma espada fraternal
para defender o direito de cantar
e a festa do dia que chegou.
Artigo Final.
Fica proibido o uso da palavra liberdade,
a qual será suprimida dos dicionários
e do pântano enganoso das bocas.
A partir deste instante
a liberdade será algo vivo e transparente

como um fogo ou um rio,
e a sua morada será sempre
o coração do homem.

Santiago do Chile, abril de 1964.
Thiago de Mello













terça-feira, 24 de abril de 2012

AI, CORAÇÃO





Ai, coração.....
E agora, o que faço?
Você bate tão de mansinho, quase não o ouço....
Tão baixinho, tão escondido, não te sinto....
Estou de volta a minha solidão
Ela sorri e me abraça.
É tão frio seu abraço, tão vazio
E tão cheio de nada....
Chove, coração...
Esta ouvindo?
Até parece que a natureza adivinha...
Ela é sabia, pois traduz
O que estou sentindo,
Pois as lágrimas que verti por dentro,
Estão lá fora, inundando o mundo.
De repente, quem sabe,
A chuva que agora ouço,
Pode servir de cobertor
Aos solitários,
Aos sem ninguém
E que, por terem a solidão como companheira
E não terem ninguém com quem compartilhar-se
Sentem mais que muita gente
Sentem mais profundamente.
E agora, coração?
Quem vai ouvir o meu grito?
E entender o meu pranto?
Não existe mais o acalanto,
Não existe mais o aconchego
Não existe mais o ombro amigo.
E agora, coração?
O que faço?
Sou forte,
Mas também,
Sou criança.



AUTOR DESCONHECIDO

HAVERÁ UM TEMPO




Haverá um tempo em que tudo será bom.
Haverá um tempo onde tudo será Luz.


Onde as pessoas serão sempre amáveis...
Onde todos cantarão o mesmo tom.
Em que bendirão a chuva e o vento,
Porque abrigo não há de faltar.
Os sonhos serão realizáveis...
A dor, apenas antigo tormento.


Haverá vida brilhante..
Haverá paz sublime.
As bocas estarão sempre em festa...
Enfeitadas com um sorriso contagiante.
Os olhos só enxergarão o que for cor...


E tudo será belo.
Como a essência de uma flor.
Das lágrimas, só serão derramadas
As que forem de alegria e felicidade.
Sem fome e sem sede no corpo e na alma.
Eu sei e confio que há de chegar esse dia...


Onde haverá unidade...
Onde o amor invadirá.
Então, Deus sorrindo dirá:


EIS ENFIM A HUMANIDADE.

 AUTOR DESCONHECIDO 


domingo, 22 de abril de 2012

LOUCO DE AMOR









LOUCO DE AMOR!

Por amor, faz-se de tudo
E se a amada merece, a gente até esquece
E faz sempre mais um pouco!

Seja como for...Por amor
Procuramos por um sol prateado
A lua, colorimos de amarelo-vermelho
Cantamos para ela sonhos em estrelas
Construímos um paraíso inteiro
Só para ver, o nosso amor passar!

Por amor, escrevemos o nome dela
Mil vezes na areia
Ficamos parados frente ao espelho
Buscando lá de dentro de nós
O reflexo da imagem mais bela!

E mesmo que nos chamem de louco
Não ligamos nem um pouco
Ficamos quase afônicos, roucos
De tanto gritar te amo
Do alto de alguma janela

Para que fique bem certo, bem claro
Que por amor, fazemos de tudo um pouco
Mesmo que ainda, não estejamos loucos
A não ser...Por amor!




Poema de PCoelho
Imagem by Livita














QUERIA SER











QUERIA SER


AMANHECER: Para fazer um dia a mais de felicidade na Terra.

AMOR: Para unir as pessoas e lhes dizer que sou apenas uma delas!


CANTO: Para alegrar os que vivem na tristeza.


CHUVA: Para correr toda a terra e molhar os campos devastados e secos.


DOR: Para amargar no peito dos infiéis.


FLOR: Para enfeitar os jardins no outono.


FORÇA: Para fugir dos que a utilizam para o mal.


GRITO: Para gritar a dor dos que sofrem em silêncio.


LÁGRIMA: Para fazer chorar os corações insensíveis.


LUAR: Para brilhar na noite dos amores incompreendidos.


LUZ: Para iluminar os que vivem na escuridão.


NOITE: Para acalentar os que lutam durante o dia.


OLHOS: Para fazer enxergar os cegos de verdade.


SILÊNCIO: Para fazer calar as vozes que atordoam o coração do homem.


SINO: Para repicar nos Natais dos que possuem recordações amargas.


SOL: Para fazer brilhar os que não têm lua.


SONHO: Para colorir o sono dos realistas petrificados.


SORRISO: Para encantar os lábios dos amargurados.


VIDA: Para fazer nascer os que estão morrendo.


VEÍCULO: Para trazer de volta os que partiram deixando saudades.


VOZ: Para fazer falar os que sempre se calaram.





 

terça-feira, 17 de abril de 2012

REFLEXÕES



Reflexões


Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém…
que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraça-la…
Sonhe com aquilo que você quiser…
Seja o que você quer ser…
Porque você possui apenas uma vida
E nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos.
Tenha felicidade bastante para faze-la doce,
dificuldades para faze-la forte,
tristeza para faze-la humana.
E esperança suficiente para faze-la feliz.
As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas,
elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram…
Para aqueles que buscam e tentam sempre…
E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar…
…duram uma eternidade…


Clarice Lispector