sábado, 8 de novembro de 2014

Sinto Saudades








 7Y4bKGkA-859GO9WUOI2r9-nYhbghsPeX8BY47v2










Sinto Saudades de
Todos os Momentos
Românticos que já Vivi.



Daquela Época, em que passava
Anos Gostando de Alguém,
que também

Gostava de Mim,
mas que por Timidez,
não tinha
Coragem de se Declarar.
Daquela Época,
em que um Beijo no Rosto,
era motivo para Mudar de Cor,
e um Selinho,
era um Beijo
Cinematográfico.
Daquela Época,
em que só saber que poderia
Olhá-lo,
me fazia levantar da Cama,
e enfrentar um
Período Chato de Matemática.
Daquela Época,
em que uma Ficada,
não era apenas uma Ficada.
Era mais, era
Frio na Barriga,
misturada com uma
Ansiedade,
que nos fazia
Querer Gritar sem Voz,
Chorar sem Lágrimas.
Tudo isso,
por saber que
Iríamos Beijá-lo.
Beijar aquele Cara,
que há tempos havíamos
Desejado.
Sinto falta daquela Época.


Grayce Kelly Seth Bioen

 


BRASIL-LUSITANOS




A vida me ensinou...
A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.

Desconhecido


Nada chegou ao fim, tudo tem seu momento e tudo se renova. E com certeza a amizade de muitos que se conheceram no Brasil-lusitanos vai se tornar a cada dia mais fortalecida. Este é meu consolo meu orgulho e toda minha alegria, Muitos de vocês comigo continuarão não só em meu coração mas também nas minhas doces recordações. E conservaremos nossa amizade a qual de coração agradeço por ter sido agraciada em conhecer todos vocês.
FRIENDS FOREVER. 
 BEIJOS DOCES.