domingo, 26 de fevereiro de 2012

AMO-TE





Amo-te



O amor que sinto por ti é tudo o que carrego dentro de mim; És a razão que me faz lutar e me faz querer ser sempre melhor e chegar mais além.

Amo-te! És a minha fonte de inspiração que nunca seca. És todas as palavras que morrem ao cair no papel. És o vazio da minha alma; És a luz do meu dia e a chuva que molha a minha vida.

Amo-te! É por ti que acordo todos os dias e é por ti que adormeço todas as noites, na esperança de realizar nos sonhos, aquilo que me foge por entre os dedos nesta realidade assustadoramente má.

Amo-te! Passeias sem descanso na tela do meu pensamento e habitas todo o espaço existente no meu coração. É por ti que o meu coração toca esta música triste e é por ti que os meus olhos choram baixinho, quando à noite a solidão me bate à porta e eu a deixo entrar.

Amo-te! E é por isso que vivo. É por isso que aceito sofrer desta maneira e que caminho sem descanso à procura de uma esperança que me iluda, ao ponto de pensar que um dia vamos ficar juntos. É por te amar que luto todos os dias contra esta tristeza, que se abateu sobre mim, e não me rendo. É por te amar que sou capaz de ir até ao fim do mundo.

Amo-te

Postado por Pedro Castro em 29 novembro 2011 às 20:42


AMIGO NÃO SEI ONDE VOCÊ ESTÁ, MAS SUAS PALAVRAS ESTÃO AQUI.