domingo, 15 de abril de 2012

ACARICIA-ME COM TEUS LÁBIOS




Acaricia-me com teus lábios



David Fernandez Fis(Tradução Mário Faccioni)



Acaricia-me a pele
com o suave toque de teus lábios,
enquanto me deleito
com o centro de tua flor aos meus beijos.

Acaricia-me, corpo a corpo,
carne com carne,
me faça enlouquecer de prazer
com os eflúvios de teus mares
e deixa-me encalhar meu barco
no teu sublime litoral,
até baixar o vai e vem de tua maré.

Acaricia-me, boca a boca,
derreta minha pele com tua língua quente
e sobe e desce em meu pendão.

Acaricia-me sem pressa,
nua, toda ardente,
que flua a paixão em minha veias
e se fundam nossos corpos,
como se funde o mar e as rochas.

Acaricia-me até me enlouquecer,
enche meu corpo de tuas ânsias mais loucas,
despoja-te de pecados,
agarra com fúria meu corpo,
faz-me sofre o prazer infinito de te amare amar.

Acaricia-me, não te detenhas,
percorre suavemente todas minhas cicatrizes,
que tua saliva penetre em meus poros
E minha epiderme queime qual vulcão,
encha-me sem temor de teu amor,
encha-me de vida com tuas ternuras,
não sejas casta nem pura nestes instantes,
acaricia-me até o fundo,
até o céu,
até o fundo de teus mares
e me deixe ali,
extenuado, exausto, trêmulo, nu,
desmembra meu corpo,
o cortando em mil pedaços com o fio de teus lábios,
encha-te de mim,
sacia-te com meu próprio néctar
e acaricia-me e acaricia-me que nada importa,
si ao final.

SOMOS AMANTES!